Please enter your username and email address. Get new password
Register Now
x

Josh fala sobre seu amor por discos de vinil para a Vinyl District

00

Matéria publicada pelo site thevinyldistrict.com

“Enquanto eu crescia, pelo o que consigo lembrar, havia uma torre enorme na sala de estar… álbuns do meu pai.”

“Era uma estante cheia, cerca de sete metros de altura. Eu me lembro que era da onde vinha todos os sons incriveis e imagens. De Culture Club até os álbuns dos Beatles! Eu posso dizer que meu pai não gostava que eu ficasse mexendo naquilo que ele passou um enorme periodo de tempo construindo, organizando e fazendo a manutenção. Com certeza, essa atitude me fazia querer mexer naquilo ainda mais, mas eu tinha que fazer isso com muito cuidado, secretamente e acima de tudo com (muito) respeito. Eu tratava cada um daqueles disco de vinil coloridos de doze polegadas como obras de arte. Meu amor e reverência por álbuns, nascia.

Minha geração, bem… era a geração dos CDs. Eu fiz com os meus CDs a mesma coisa que o meu pai fazia. Exatamente a mesma coisa. O mesmo cuidado, separados em ordem alfabética com uma organização meticulosa. Quando eu era criança, sempre que surgia um dinheiro extra, eu sempre comprava álbuns especiais em vinil. Lentamente construia minha própria coleção.
Depois de me mudar e os realocar às pressas algumas vezes, os CDs tornaram-se um fardo, em um momento de crise financeira e inquietação, eu tomei a decisão de só colecionar discos de vinil! Foi uma decisão ousada e eu quase chorei quando vi meus amados CDs sendo colocados um por um em uma caixa como se fossem criancinhas desprezadas.

Felizmente, todo o público de compradores de música seguiram o mesmo caminho para que o vinil voltasse! Eu sinto que, nós sempre iremos querer ter o que é nosso, em nossas mãos, se pudermos. Quando ouvimos o que amamos, nós queremos ser capazes de tocar em algo, como uma forma de agradecimento. Eu não sei.
Eu amo comprar discos. Eu adoro voltar pra casa com uma pilha de coisas novas pra explorar. Eu amo cada vez mais os convites do vinil, quase exigem sua atenção. É fisico. Você pode ouvi-lo funcionando. Agora eu estou prestes a começar a decidir onde eu vou construir uma nova prateleira para meus discos, pois com os que eu possuo atualmente, estou oficialmente do lado de fora do quarto.

Discos de Vinil. Álbuns. Eu os amo.” – Josh Klinghoffer

Créditos: thevinyldistrict.com
Tradução: josh-klinghoffer.org

0 thoughts on “Josh fala sobre seu amor por discos de vinil para a Vinyl District”

Leave a Reply